Dooca
Jet
Alternativa Sistemas
Tray
F1 Commerce
Nerus
APAGE

O tráfego pago consiste em pagar para as plataformas mostrarem o seu anúncio para as pessoas, via sites de busca como o Google, ou pelas redes sociais.  

Tráfico pago para e-commerce: saiba como funcionaNo caso do Google, o e-commerce que opta pela campanha, efetua pagamentos para este canal com objetivo de exibir o seu site nas primeiras posições de busca. Ou então, nas redes sociais, para aparecer no feed de notícias dos usuários. Quando a pessoa clicar nesses anúncios ela é redirecionada para o seu site/loja virtual. 

Leia: Pandemia e mercado online, o que mudou no comércio digital?

Existem dois métodos para pagar por esses anúncios: 

  • Custo por mil impressões (CPM): você efetua o pagamento para que o seu site apareça nas buscas, independentemente das pessoas clicarem nele ou não. É indicado para quem está começando e quer tornar a marca conhecida dos usuários. 
  • Custo por clique (CPC): em que você paga um determinado valor a cada vez que alguém clica no link anunciado. É indicado para conseguir levar tráfego real para o seu site. 

Veja: Como aumentar as vendas pelas redes sociais?

Como fazer tráfego pago para e-commerce?

Facebook Ads

Essa é a plataforma de anúncios do Facebook. Assim como no Google Ads ele também permite o direcionamento dos anúncios para um determinado perfil. Com o grande número de usuários, é sempre interessante utilizar essa ferramenta para divulgar a sua loja virtual. 

Instagram Ads

Outra importante ferramenta para gerar tráfego pago para o seu e-commerce. Funciona de modo semelhante ao Facebook Ads. Permitindo anúncios tanto no feed de notícia dos usuários, quanto nos stories. 

YouTube Ads

Uma das grandes tendências de marketing nas redes sociais é o uso de vídeos. Portanto, o YouTube pode ser um grande aliado para atrair tráfego para o seu site. Você pode veicular os anúncios durante os vídeos ou mesmo aparecer como sugestão para as pessoas. 

Google Ads

Esse é o antigo Google Adwords. Na plataforma de anúncios do Google é onde você vai conseguir colocar o seu site dentre as primeiras posições nas buscas. Ele permite que você direcione esses anúncios, para determinada localidade, faixa etária, dentre outros. Ou seja, fica mais fácil de atingir o público-alvo desejado. 

Bing Ads

O Bing é o segundo site de busca mais importante da internet. Portanto, você pode utilizá-lo também para gerar tráfego para o seu site. Se você sabe utilizar o Google Ads, com certeza não terá nenhuma dificuldade de anunciar no Bing Ads. 

Leia também: Como aumentar a taxa de conversão da sua loja virtual?

Tráfico pago para e-commerce: saiba como funciona

Como fazer tráfego pago?

  • Técnicas de neuromarketing: você precisa ser capaz de identificar os desejos e as ansiedades dos seus clientes. Conheça os gatilhos mentais que possam ser utilizados para atingi-los; 
  • Clareza e objetividade: é fundamental que o cliente entenda o que você quer com o anúncio. Isso facilita a tomada de decisão em comprar ou o não o produto ou serviço oferecido; 
  • Segmentação de público nos anúncios: se a sua loja virtual possui uma grande diversidade de produtos, eles provavelmente atendem a diferentes públicos-alvo, portanto, crie anúncios diferentes para cada um deles; 
  • Público-alvo:  nem sempre o seu público-alvo estará no YouTube, ou no Facebook. Portanto, antes de investir nesse canal pesquise para saber exatamente onde está o seu público-alvo.
Fonte:
https://cicloecommerce.com.br/blog/trafego-pago-para-e-commerce/#:~:text=O%20que%20%C3%A9%20o%20tr%C3%A1fego,redirecionada%20para%20o%20seu%20site. 
apage
Autor

Escreveu um Comentário

19 − três =