Nerus
Dooca
F1 Commerce
Tray
Alternativa Sistemas
Jet
APAGE

O tráfego pago é uma estratégia muito comum no marketing digital e consiste em levar visitantes até a loja virtual ou demais canais do seu negócio por meio de anúncios… 

Para isso, é necessário investir uma quantia de dinheiro em plataformas e sites que mostrem os seus conteúdo para pessoas que estão mais interessadas nos seus produtos ou no nicho em que atua.  

Aliás, quanto mais pessoas navegam pelo seu site, consumindo conteúdos e conhecendo melhor seus produtos e serviços, maiores serão as chances de aumentar as vendas. 

O TP é uma das principais ferramentas de marketing digital que pode ser muito útil em alavancar o acesso a sua plataforma online, seja um site, blog, comércio ou mesmo redes sociais. 

Por meio de anúncios promovidos em diferentes plataformas digitais, é possível atrair mais pessoas que consumam o seu conteúdo, produto ou serviço. 

Entenda: Tráfego pago para e-commerce: saiba como funciona.

Tráfego pago: conheça os 7 canais mais indicados para investir hoje

Mas qual a diferença entre tráfego pago e orgânico?

Na prática, o tráfego pago não é a única forma de atrair visitantes para o seu perfil. Para alcançar a tão desejada visibilidade, é possível contar também com o tráfego orgânico. 

A diferença entre o tráfego pago e o tráfego orgânico é que, resumidamente, o tráfego orgânico não possui nenhum custo direto, logo, os visitantes chegam até sua página de maneira natural, através de um conteúdo que os atraiu. 

Então, para que isso aconteça, é necessário ter um bom planejamento quanto a produção de conteúdo online. 

Na prática, as dicas de ouro são: planejar um calendário editorial e utilizar técnicas de SEO na redação de posts para Blog, descrições de vídeos para o Youtube etc. Essas são técnicas para melhorar a posição do seu site nas pesquisas do Google e fazer com que o seu negócio tenha mais visibilidade. 

Diante disso, outra diferença é que, enquanto o tráfego pago é a maneira mais rápida de crescer no mercado, o tráfego orgânico é um processo mais demorado e depende de dois fatores: constância e frequência. Por isso, não abra de investir tempo e dedicação na criação dos posts, certo? 

Tenha em mente que: ambas estratégias são muito importantes para alcançar bons resultados! 

Como é feito o tráfego pago

Como em toda boa estratégia de marketing digital, você precisa conhecer bem o público que você pretende atingir. Conhecer o seu público-alvo e saber onde encontrá-los é a melhor estratégia que você pode tomar para conseguir mais clientes e mais visitantes 

Da mesma forma, é importante que sua marca tenha uma persona adequada, ou um tom de voz que se adeque ao seu público-alvo. Ou seja, suas campanhas têm que ter um objetivo e um conceito coesos, que faça sentido e que chame atenção. 

Você pode elaborar uma campanha direcionada para o seu público-alvo, se orientando por diversas características como a idade, sexo, região e diferentes interesses dos seus consumidores. 

Isso nos leva a questão do formato do seu anúncio. É importante notar que diferentes públicos reagem de forma diferente à diferentes formas de anúncio. Então, você deve explorar suas opções em relação aos seus anúncios, se serão feitos em formato de vídeo, texto, imagem, por meio do marketing de conteúdo etc. 

São várias as técnicas que você pode adotar para tornar o seu conteúdo mais apelativo e conquistar mais visitas e leads para a sua plataforma, e isso pode ser feito com uma boa estratégia de marketing e com a geração de um bom conteúdo (técnica de copy) que atraia mais e mais pessoas para os seus anúncios. 

Onde gerar o tráfego?

Mas onde está este público e onde estes anúncios vão ser publicados? 

Como sabemos, o Google e as redes sociais são os sites mais visitados da internet, recebendo milhões – e até bilhões – de acessos todos os dias, e é nessas plataformas que você deve procurar promover os seus anúncios com o tráfego pago. 

Existem várias plataformas que se destacam e cada uma pode exigir uma estratégia diferente, porque elas atraem públicos diferentes. Mas existem muitas vantagens em contar com essas plataformas, sobretudo porque elas oferecem diversas ferramentas que facilitam e maximizam os seus esforços com o tráfego pago. 

A principal dela é o sistema de métricas que te permite ter acesso à todas as informações sobre o seu público, seu comportamento, sua reação aos seus anúncios, características pessoais, e ainda te fornecer dados suficientes para elaborar as suas estratégias e campanhas de marketing. 

Mais que isso, te permite acompanhar e analisar o sucesso dos seus esforços e o retorno dos seus investimentos, o que é perfeito para acompanhar de perto o seu desempenho e identificar possíveis pontos de melhora. 

É por isso que praticamente todas as marcas estão presentes nessas plataformas, pois por meio delas é possível atingir um público enorme e elaborar campanhas versáteis, interativas e que podem gerar um retorno enorme para o seu investimento. 

Vamos falar sobre os custos de se trabalhar com o tráfego pago, mas, primeiro, vamos identificar as principais plataformas para você gerar tráfego. 

Veja também: Marketing Digital para investir agora: 5 estratégias certeiras.

Tráfego pago: conheça os 7 canais mais indicados para investir hoje

Plataformas utilizadas no tráfego pago

  1. Google Ads

A principal plataforma de anúncios utilizada para gerar tráfego é o Google Ads, que é uma plataforma do Google exclusivamente para anúncios. 

Com o Google Ads você consegue ranquear a sua página nos resultados de pesquisas feitas no site. Ranquear quer dizer que sua página vai aparecer logo nos primeiros resultados quando alguém buscar por questões relacionadas ao tipo de conteúdo que você produz ou o tipo de produto ou serviço que você oferece. 

Existem várias estratégias que podem te ranquear e te trazer um bom resultado em tráfego de forma orgânica, se utilizando de boas técnicas de SEO e de Copy (escrita persuasiva) por exemplo. Mas, com o tráfego pago, o seu site vai aparecer primeiro nos resultados do Google, com aquela etiqueta “Ad”, antes de todos os outros resultados. 

Um ponto que destaca o Google Ads é o seu sistema de métricas, que te permite analisar e acompanhar os seus anúncios e a sua performance, de dando importantes detalhes que podem fazer toda a diferença na sua estratégia de marketing digital. 

Outra foram de trabalhar com o Google é por meio do AdSense, que serve para publicar um anúncio em páginas parceiras do Google, ampliando ainda mais a sua rede de captação de tráfego, porque o seu anúncio vai aparecer em inúmeros sites para muitas pessoas que se interessam pelo assunto. 

Já percebeu que, quando você procura por um produto, você acaba recebendo vários anúncios sobre produtos parecidos? É o que acontece com o AdSense. Seu anúncio vai aparecer para as pessoas que já pesquisaram termos parecidos com os que definem o seu conteúdo ou produto. 

  1. Facebook Ads

Como já comentamos, as redes sociais estão entre os sites mais visitados no mundo todo, por isso é praticamente impossível ignorá-las quando falamos em estratégia de marketing digital e em tráfego pago. 

Assim como o Google, o Facebook conta com o Facebook Ads, que é a ferramenta usada para publicar as postagens patrocinadas na rede sociais e as promover entre os seus usuários. 

Aqui, as recomendações dos anúncios acontecem de acordo com o nicho, gosto e preferências de cada usuário da rede, e o próprio Facebook Ads conta com ferramentas para que você possa direcionar seus anúncios de forma segmentada para a sua audiência. 

  1. Instagram Ads

O Instagram é a rede social que mais cresce em usuários e em negócios realizados, porque a plataforma se tornou uma excelente via para gerar tráfego e conseguir mais leads e conversões. A plataforma conta com 1 bilhão de usuários ativos por mês! 

Se você ainda não sabia, o Instagram pertence ao Facebook, e acabou por se tornar uma das principais plataformas de publicidade do mundo. Por contar com diversas ferramentas e um público vasto, anunciar no Instagram é uma das melhores coisas que você pode fazer. 

Você pode criar anúncios em imagem e vídeo em diversos formatos, inserir links e textos e ainda contar com um Gerenciador de Anúncios, que é o gerenciador do Facebook! Você pode usar a mesma conta no Facebook Business para promover os seus anúncios nessas duas plataformas. 

São várias as formas de direcionar o seu anúncio: você pode determinar para o tipo de aparelho (computador, smartphones etc.) seu cliente usa, ou determinar que sejam promovidos para usuários em determinadas localidades, entre várias outras opções de segmentação que podem te ajudar a ter uma campanha de maior sucesso no Instagram e no Facebook. 

  1. YouTube Ads

Outra plataforma de grande potencial é o gigante YouTube, que conta com o YouTube Ads como ferramenta para gerenciar e promover os seus anúncios. É por aqui que você direciona os seus anúncios, que aparecem dentro dos próprios vídeos do YouTube ou como sugestão. 

A vantagem é que os anúncios em vídeo chamam muita atenção e têm uma grande taxa de conversão, e você conta com as mesmas ferramentas de segmentação para orientar seus anúncios e atingir o público que você deseja. 

  1. LinkedIn Ads

O LinkedIn é a melhor opção se você possui um negócio bussiness to bussiness (B2B), porque esta é uma plataforma voltada aos negócios, e conta com diversas ferramentas para promover os seus anúncios. 

Você pode contar com anúncios na Timeline (Conteúdo Patrocinado), na barra lateral dos textos do site (text ads) ou por meio de e-mails, com os e-mails patrocinados. 

É claro que o LinkedIn também conta com opções para segmentar a sua campanha e melhor orientar a sua campanha de marketing digital. Por exemplo, considerando que esta é uma rede de contatos profissionais, é possível segmentar os seus anúncios por função, nível de experiência, ramo da profissão, tamanho da empresa e muitos outros. 

  1. Bing Ads

Apesar de o Google dominar enquanto site de pesquisas, o Bing também se destaca, sendo o segundo site de pesquisas mais visitados do mundo, e é uma parceria entre a Microsoft e o Yahoo que está sempre em desenvolvimento. 

Funciona nas mesmas bases que o Google Ads e você não terá dificuldades em criar anúncios e segmentar a sua promoção. 

  1. Pinterest Ads

A plataforma de anúncios do Pinterest chegou ao Brasil em abril de 2021 e promete ser uma grande estratégia de marketing para empreendedores. 

Não muito diferente das outras citadas neste artigo, essa ferramenta permite que os anunciantes impulsionem suas publicações dentro da própria conta do Pinterest com o intuito de encontrar seus potenciais clientes. 

Um de seus diferenciais é que muitos empreendedores ainda desconhecem o potencial de vendas que o Pinterest tem…  

Sendo assim, agora que você já sabe disso e também como funciona o tráfego pago em geral, vale a pena considerar impulsionar suas vendas pela plataforma! 

Os custos do tráfego pago

Tráfego pago: conheça os 7 canais mais indicados para investir hojeBom, o que diferencia o tráfego orgânico do pago é que este segundo é… pago. Você precisa fazer um investimento para promover os seus anúncios e gerar mais tráfego. 

Essa é uma parte importante da sua estratégia de marketing, porque é importante que você invista com sabedoria para ter o retorno desejado com este investimento. 

É preciso entender uma coisa importante: existe uma grande quantidade de anunciantes e de anúncios em todas as plataformas da internet, simplesmente porque tem muita gente anunciando na internet, pois esta é uma estratégia essencial para praticamente qualquer setor do mercado. 

Dessa forma, os anúncios são escolhidos numa espécie de “leilão” entre as pessoas que desejam anunciar. 

O tráfego pago funciona de duas formas: CPC (Custo Por Clique) e CPM (Custo por Mil Impressões). No CPC, o foco está em conseguir cliques no seu anúncio, enquanto no CPM é voltado na exposição do anúncio. 

Por que investir em tráfego pago para seu e-commerce?

 Promover o tráfego pago no Ecommerce gera maior visibilidade para a marca e aumenta sua autoridade do seu negócio em meio aos consumidores. Isso, automaticamente, melhora o reconhecimento da sua marca e o total de vendas, claro.  

Além disso, é um jeito extremamente eficiente de marcar território em meio ao mercado de Ecommerce, que simplesmente não para de crescer 

Como aquela frase clichê, mas super verdadeira afirma: quem não é visto, não é lembrado. Portanto, se você vende ou deseja comercializar seus produtos na internet, não ignore todo o poder do tráfego pago… 

Leia também: Como conseguir tráfego qualificado no E-Commerce?

Fontes:
https://ecommercedesucesso.com.br/como-funciona-o-trafego-pago/
https://www.publi.com.br/trafego-pago/ 
apage
Autor

Escreveu um Comentário

19 − 13 =