Seu E-commerce deu certo. Continue avançando no mercado digital!

Vários são os desafios do E-commerce no Brasil. Se aventurar no mercado digital é algo que cresce entre as empresas, que desejam atender o consumidor não somente no varejo físico, mas também no varejo digital. A jornada da transformação digital já é uma realidade.

A decisão de migrar totalmente ou parcialmente para o varejo digital e construir uma operação rentável , requer investimentos, disciplina, mudança de mindset e disposição para o novo.

Abaixo, o passo a passo, para as empresas que estão ensaiando essa mudança, dentro de suas organizações e que querem ter um e-commerce lucrativo:

Escolher o produto, realizar compras de qualidade, descrever o produto com riqueza de detalhes, anunciar de forma clara e objetiva,  segmentar e atingir o público-alvo certo, fechar a venda e entregar de forma rápida e eficiente são as primeiras etapas do processo de E-commerce.

Ter em mente que os processos são vivos e devem ser revistos e adaptados à medida que seu negócio cresce. Fica a pergunta? Como manter lucratividade diante deste cenário?

A resposta é: o segredo está na automatização das operações e contar com um ERP que já esteja adaptado e em constante evolução.

Vamos agora, explorar um pouco mais cada um destes processos.

Apuração da Margem Contribuição

No varejo físico o foco é o produto. Há um ponto de venda que necessita de funcionários, estoque, mobiliário, equipamentos e que siga as regras e leis de cada município. Já no varejo digital, o foco é o cliente. Aqui, o ponto de venda está disponível 24h, 7 dias por semana. O consumidor  é quem decide que horas  irá às compras, ou seja, disponibilidade total. Os custos totais de venda podem ser maiores na venda digital, mas são variáveis. Geralmente, quem gasta mais, vende mais. Por isso, no varejo digital acompanhar a margem de contribuição dos produtos e ter sistema de precificação que possibilita margens diferenciadas e a criação de preços específicos para cada canal é essencial.

Logística Interna

A logística interna também é outro processo fundamental no E-commerce. Carregamento de estoques, armazenamento, separação, embalagem e envio dos produtos precisam ser feitos de forma rápida e assertiva. Optar por um sistema que tenha capacidade de parametrizar todo o processo de picking & packing (separação e embalagem) e desta maneira criar opções para que se defina a ordem e os horários em que cada etapa é importante na integração dos processos. Ter versatilidade para se adequar aos vários tipos de produtos e operações, é fundamental para atender a todos os e-commerces.

Logística Externa

Já a logística externa, entrega dos produtos para os clientes, é também decisiva para o sucesso da operação no mercado digital e está diretamente relacionada a localização do seu centro de distribuição, pois isso afetará o seu custo de transporte.

Acompanhar de perto o custo dos fretes e a eficiência de cada transportadora em cada uma das regiões em que sua empresa opera é uma tarefa do dia-a-dia da gestão de um E-commerce. Realizar parcerias bem sucedidas com transportadoras irá gerar economia de tempo e dinheiro para sua empresa e deixará o cliente mais satisfeito com prazos menores de entrega do produto adquirido.

Conheça a solução Nérus Web Omnichannel e descubra mais funcionalidades e outros processos, que estão disponíveis para o varejo digital de seus clientes.

Se você nos acompanhou até aqui, fique ligado em nossas dicas, pois vamos explorar em mais detalhes como podemos melhorar a rentabilidade do E-commerce  da sua  empresa, através de uma gestão mais eficiente. Nos próximos artigos, saiba como o backoffice pode fazer toda a diferença e dar o suporte necessário para que sua empresa cresça na operação do seu negócio com segurança.