Dooca
Alternativa Sistemas
F1 Commerce
Tray
APAGE
Jet
Nerus

Ambos são lojas online tradicionais, onde as marcas vendem seus próprios produtos. 

O e-commerce exige mais investimento para a manutenção de suas atividades, pois lida diretamente com estocagem e logística.  

O marketplace demanda muito menos por trabalhar com uma equipe reduzida e não necessitar armazenar produtos — uma vez que não são necessariamente seus, mas das lojas parceiras.   

O marketplace pode ser um bom caminho para iniciar no mundo das vendas online, veja este artigo sobre 7 melhores marketplaces para você começar a vender agora.

Resumindo: 

  • O e-commerce atua especificamente como uma loja, vendendo apenas os produtos desta loja. 
  • O marketplace reúne produtos de mais de uma loja, funcionando como uma vitrine para elas. 

***Não são modelos concorrentes, já que trabalham com propostas diferentes. 

Marketplace é um tipo de e-commerce?Assim como no marketplace, os diferentes tipos de e-commerce têm suas particularidades de acordo com o perfil do vendedor, do cliente e do canal utilizado para vendas. 

Se está pensando em montar o seu e-commerce, leia antes este artigo: Está pensando em montar um e-commerce?

  • E-commerce B2B: quando os participantes das transações de vendas são empresas. É o caso da Fast Shop Empresas, Vivo Empresas ou o Ponto Frio Atacado, por exemplo. 
  • E-commerce B2C: quando a empresa vende para pessoas físicas. É o caso da loja virtual da Apple, lojas de roupas de marca própria, etc. 
  • E-commerce C2B: quando pessoas físicas vendem seus serviços para empresas, como por exemplo, os bancos de imagens virtuais. Fotógrafos vendem suas produções para uso por empresas, agências de comunicação e outros usos comerciais.

 

Principais diferenças entre E-commerce e Marketplace

Estrutura

O investimento é fundamental na hora de iniciar um negócio. No caso do E-commerce, a marca será responsável por contratar uma plataforma online e lidar com todo o processo logístico. Já no marketplace, existe uma empresa que se ocupa dessa infraestrutura.  

Marketing

O Marketing Digital é a melhor forma de fazer com que as pessoas conheçam um negócio. Nesse sentindo, a maior diferença entre e-commerce e marketplace, é que no primeiro, o marketing é todo direcionado ao próprio negócio. Ou seja, a visibilidade vai para a própria marca, que fica mais conhecida e tem condições de construir um bom relacionamento com sua audiência, de forma personalizada. 

Entenda por que você deve investir na sua própria loja virtual.

Já no marketplace, em contrapartida, o marketing é direcionado para promover sua própria marca. Por isso, algumas pessoas compram em um marketplace sem saber que, na verdade, os produtos ou serviços são vendidos por outras marcas. Entre os grandes cases de sucesso desse tipo de negócio, estão: Amazon, Mercado Livre, Netshoes, Uber, Airbnb. 

Segurança

A questão da segurança de dados é uma grande preocupação dos empreendedores online. No e-commerce próprio, a marca tem que contratar bons serviços de segurança, para garantir que os dados de seus consumidores não sejam roubados. 

No marketplace, essa responsabilidade é da empresa que administra o shopping virtual. Por essa razão, marcas desse modelo de negócio investem em soluções como SSL, criptografia de dados, selos de segurança, entre outros.

Operação logística

Para quem vende em marketplace, a operação logística pode ser simplificada – se a plataforma oferecer facilidades neste quesito. Por exemplo: o Mercado Livre tem convênio com transportadoras que permitem um despacho otimizado. Nem toda plataforma oferece estes serviços. 

Para os donos de e-commerce, toda a operação logística fica por conta própria. Para pequenas remessas, a maioria das empresas usa os Correios, mas outras transportadoras também começam a se destacar. 

No que diz respeito à compra e gestão de estoques, e-commerces e marketplaces tem um manejo bastante similar. 

Para quem vai operar o próprio marketplace, não é preciso preocupar-se com estoques. Entretanto, é necessário agir para facilitar ao máximo possível a gestão operacional dos vendedores. Assim, ganha-se prestígio e a preferência de quem compra e quem vende.

Marketplace é um tipo de e-commerce?

Plataforma all-in-one

Para as empresas que desejam ter seu comércio online, seja focado em pessoas físicas ou jurídicas, ter uma ferramenta de e-commerce all-in-one para fazer a gestão totalmente integrada é uma grande vantagem. 

Soluções assim integram sistemas de e-commerce, CRM, Service Desk, BPM, Analytics, Billing e ECM, possibilitando que os processos internos sejam unificados. Dessa maneira, a empresa pode: 

  • Emitir relatórios, analisar resultados e gerar inteligência corporativa. 
  • Customizar processos específicos de venda online, dentre outras funcionalidades. 
  • Controlar todo o ciclo de vida do pedido. 
  • Convergir os dados de relacionamento com o cliente, estoque, financeiro.

Enfim, deu para entender que ter uma gestão integrada de ponta a ponta é fundamental para acelerar os processos, reduzir custos, encontrar gargalos e oportunidades de melhoria e manter toda a equipe engajada pelos mesmos resultados e objetivos.  

Está com dúvidas? Acesse https://www.apage.com.br/ e marque a sua consultoria agora mesmo!  

Fonte:
https://www.educamaisbrasil.com.br/cursos-e-faculdades/marketing/noticias/existe-diferenca-entre-ecommerce-e-marketplace 
apage
Autor

Escreveu um Comentário

9 + sete =