Expectativas de vendas para a Black Friday 2020

Ao contrário de muitos setores que sofreram retração econômica durante a pandemia do novo coronavírus, podemos dizer que o e-commerce brasileiro vive seu melhor momento em 25 anos de história. Com o distanciamento social, as pessoas recorrem ao varejo online para comprar artigos dos mais diversos tipos. O resultado? Recordes em número de pedidos e faturamento – além de novos vendedores e clientes.

No Dia das Mães de 2020, por exemplo, houve um aumento de 117% no faturamento, totalizando R$ 6,02 bilhões em comparação ao ano anterior. Já o Dia dos Pais, que abriu a temporada do segundo semestre, registrou crescimento de 41% (3,5 bilhões de faturamento). Esses números positivos iluminam com otimismo a próxima grande data para o e-commerce: a Black Friday 2020.

Vale lembrar que na edição passada, quando ainda nem se falava em pandemia, o faturamento do varejo online brasileiro durante a Black Friday foi de R$ 3,2 bilhões (acréscimo de 20% em relação a 2018), segundo a Ebit|Nielsen.

 

Black Friday 2020: o que esperar?

Ao traçar as expectativas para a Black Friday 2020 é preciso levar dois pontos em consideração: por si só, a data cresce ano a ano em número de pedidos, faturamento e novos clientes. Além disso, o e-commerce como um todo está em plena ascensão. Somadas essas boas perspectivas, a Black Friday 2020 promete marcar mais um novo recorde no varejo online.

Para aproveitar o fluxo do melhor modo possível, a dica é se preparar com antecedência e evitar um problema que pode ser a derrocada do varejista virtual: manchar sua reputação com os clientes por causa de mercadorias em falta ou com defeito, pedidos extraviados ou não entregues e cobranças indevidas.

A Black Friday 2020 será no dia 27 de novembro, ou seja, os empreendedores têm cerca de dois meses para negociar com fornecedores, revisar o estoque, reforçar a equipe, criar ações de marketing digital e escolher as soluções de tecnologia mais eficientes para a operação. Em resumo, existem algumas dicas para vender mais na Black Friday:

 

1) Entender seu objetivo: qual sua meta ao participar da campanha? Vender mais? Liquidar o estoque encalhado? Atingir novos clientes? Defina suas prioridades e trabalhe estrategicamente para alcança-las. 

 

2) Fazer o básico bem feito: enquanto consumidor, todo mundo gosta de ser bem atendido, certo? Portanto, revise toda sua operação – desde o back office até a linha de frente. É completamente normal que alguns imprevistos aconteçam, mas eles precisam de solução e bom atendimento para não traumatizar o cliente (foque na fidelização).

 

3) Investir em integrador: um bom ERP e uma plataforma de loja virtual ou marketplace eficiente são básicos para qualquer operação online. Mas quando o assunto é vendas multicanal, cada vez mais comuns entre os sellers, alguns varejistas pecam por não ter um hub de integração. Com o Ideris, por exemplo, é possível controlar estoque, emissão de documentos, impressão de etiquetas, logística, anúncios e outras funcionalidades de todas as suas operações em um único lugar. Isso significa economia de tempo e dinheiro, otimização de performance e precisão de gestão.

 

Confira mais dicas
Gostou desse conteúdo? Confira 5 dicas imperdíveis para vender mais na Black Friday 2020, assim ficará mais fácil se preparar para a data e turbinar as vendas nessa data tão aguardada. Aproveite para saber mais sobre o Ideris e descobrir como o hub de integração mais completo do Brasil pode dar suporte ao seu e-commerce não apenas na Black Friday, mas em todos os dias do ano.