Como vender pela internet usando as redes sociais

Você conhece alguém ao seu redor que não possui perfil em alguma rede social? Se a resposta for sim, tenha a certeza que ela faz parte de uma minoria. Pesquisas revelam que quase metade da população mundial está presente em alguma rede social. Diante desse cenário, é perceptível a forte presença das redes sociais na vida dos seres humanos o que pode ser enxergado como uma grande oportunidade, principalmente para quem quer vender pela internet utilizando essas redes.

 

Mas será que é possível vender por meio das redes sociais?

A resposta é sim. É possível vender usando as redes sociais!

As redes sociais possuem grande utilidade não só para melhorar o relacionamento com o cliente, mas também para realizar vendas. Mas, antes de começar a vender, é preciso conhecer como cada rede funciona e outros pontos por trás das vendas para elaborar as melhores estratégias. Vamos nessa? 

 

Produção de conteúdo e relacionamento pré-venda

Um perfil comercial que publica apenas produtos para venda está longe de ser um perfil agradável para seus visitantes. O consumidor de hoje busca além de produtos, identificação com a marca que consome. Isso significa que além de postar seus produtos, outros conteúdos relacionados devem ser publicados e são de extrema para aumentar o nível de relacionamento com o seu público.

Exemplo:

Se você possui uma loja de calçados online, invista na produção de um conteúdo em texto ou vídeo sobre: “5 dicas de como conservar melhor o seu calçado”, com dicas de cuidados e limpeza, por exemplo. Esse tipo de abordagem faz toda a diferença para seu seguidor, mostra que você se preocupa com ele e com o produto pós-venda. Assim, a ideia de que a empresa quer apenas vender vai perdendo espaço na mente do consumidor que vai criando um nível maior de confiança com o seu perfil comercial.

 

 

Conheça seu público

Conhecer o comportamento, gostos e preferências de seu público é de extrema importância para criar conteúdo que façam sentido e gere identificação. 

Exemplo:

A linguagem formal pode fazer sentido se o produto ofertado for roupa social, por exemplo. Mas, se for roupas de moda Geek, não é o mais indicado, pois estaremos diante de públicos com comportamentos diferentes. A linguagem no momento da abordagem precisa fazer sentido para o público.A seguir, confira outros pontos que precisam ser considerados para quem vender pela internet usando as redes sociais.

 

Como está o envolvimento com o seu público? 

Envolvimento é qualquer interação que o usuário tem com a publicação ou página, incluindo as reações, comentários, compartilhamento, visualização de fotos e vídeos, ou clique em links. Tratasse de uma métrica muito importante para estratégias de branding, e para mensurar a relevância um anúncio, publicação, ou até mesmo a página.

 

O feed da sua rede social está atualizado?

A frequência vai depender do público e do segmento da loja, é importante mensurar e verificar a frequência ideal. Porém, recomendamos que você tenha pelo menos uma atualização semanal no feed e apareça nos stories no mínimo duas vezes por semana.

 

Prova Social

A Prova Social tem relação com as avaliações, recomendações e número de curtidas da página/seguidores. Números fundamentais que podem fazer o cliente olhar e pensar: Se todas estas pessoas estão gostando, deve ser bom! Visto que clientes confiam em outros cliente, isso é fato. A Prova Social de uma página possui alto poder de persuasão de compra, por isso, fique de olho nesses números.

 

 

Conteúdo específico para cada mídia

Até agora falamos das mídias sociais como um todo. A partir daqui, detalharemos os tipos de conteúdo para cada uma delas.

 

Facebook

Conteúdos rápidos, longos, vídeos, fotos, layouts montados, ações comerciais… Aqui é a rede onde tudo pode! Porém, a realidade é que o público presente no Facebook é cada vez mais específico. Hoje, não é mais comum ver uma pessoa com menos de 35 anos ter o Facebook como sua rede social principal. Em conclusão, é claro que existem exceções, mas o público mais velho costuma estar muito mais ativo nesta rede social!

 

Instagram

Consequentemente, o Instagram concentra mais os jovens como usuários ativos. Isso faz com que a mídia seja ideal para conteúdos rápidos! Você pode trabalhar semanalmente com conteúdos no feed, mas os stories, sem dúvidas, é a ferramenta que mais engaja com o público da mídia.Os stories são imediatos e simples de fazer, a ideia é exatamente essa! Abordar os bastidores, novidades e porque não, promoções da loja. São vários os recursos para fazer fotos, mas, sem dúvidas, os vídeos são infinitamente mais atrativos.

 

YouTube

Como você com certeza deve saber, o YouTube é uma plataforma de vídeos. É possível  fazer publicações em imagens dentro do canal, mas nem de longe é o foco. Ele é ideal para gerar conteúdo de vídeos mais extensos: funcionamento do produto, unboxing, explicação em detalhes de alguma dúvida frequente e conteúdo interativo. De fato, não é uma mídia muito fácil de trabalhar, pois, exige estrutura para gravar e edição, mas vale a pena o esforço.

 

LinkedIn

O LinkedIn é perfeito se você vende B2B. Ali estão profissionais de todas as áreas, ideal para fazer um belo networking. Aceita imagens, vídeos, artigos internos e links externos. Porém, deve-se tomar cuidado com os conteúdos a serem postados. É necessário que eles sejam completos e bem estruturados.

 

Twitter

 Twitter possui um público altamente específico.

Menos utilizado que o Instagram e Facebook, o Twitter possui um público altamente específico. Trata-se de uma rede social para conversar entre amigos e fazer anúncios rápidos. Os consumidores também usam muito para fazer reclamações. O Ifood, por exemplo, é uma marca que usa o Twitter que maestria. Seja para brincar ou falar sério.

Nesta rede, a interação com o usuário é primordial. Lembre-se que se trata de uma conversa pública, então, seja para conversar ou responder reclamações, fique atento ao que é escrito.

 

Essa dica vale para todas as redes sociais: bom senso é uma palavra importante.

Desta maneira, não se esqueça que as publicações estão sendo feitas por uma marca e não por uma pessoa física. Pode parecer óbvio, mas é importante ressaltar: jamais faça publicações com posições muito pessoais, posicionamento político e qualquer tipo de preconceito.

 

Vale a pena investir nas mídias sociais 

Porém, é realmente necessário investir para vender pela internet. O engajamento orgânico é o sonho de qualquer marca, mas não é muito fácil de alcançar. Isso porque as redes identificam os conteúdos das marcas e diminuem o alcance orgânico das publicações, para que as páginas paguem para aparecer.

Ou seja, é sim necessário investir em publicações patrocinadas para alcançar os resultados esperados.

 

Gostou deste conteúdo? Deixe sua opinião ou dúvida nos comentários.

Até a próxima!