Como o ERP ajuda seu e-commerce tomar decisões data-driven?

A inovação é um dos pilares mais importantes para a empresa que busca crescimento.

Para definir e direcionar ações estratégias que tragam a inovação como resultado, ser data driven é fundamental. Ou seja, é essencial ter uma gestão baseada em dados.

Mas você sabe qual a importância dos dados no seu negócio?

Veja, a seguir, por que prestar atenção a todo o conteúdo quantificável da empresa é importante para a gestão e o direcionamento das estratégias e como um sistema de gestão como um ERP integrado pode ajudar a sua empresa a sair da mentalidade do “acho” para o “com certeza.”

Importância de ser data driven para gestão dos negócios e direcionamento das estratégias

Toda empresa possui variáveis e características internas que tornam o seu negócio único. Isso significa que, mesmo se vender um produto ou serviço similar a uma concorrente, sua organização vai apresentar resultados distintos e ter um desempenho desigual.

Como os resultados e o desempenho mudam de uma empresa para outra, a gestão e tomada de decisão também são distintas. Ou seja, todo o controle e direcionamento das estratégias precisam ser realizados com base nos dados da própria organização e não de terceiros.

Ficou confuso? Explico!

Imagine que a sua concorrente aplicou uma estratégia de marketing digital que aumentou a geração de leads e trouxe mais clientes para o seu e-commerce. Para chegar até essa ação estratégica, a equipe estudou os indicadores de desempenho e verificou o relatório de vendas para saber quais produtos tiveram mais demanda. E, por terem feito essa análise, o resultado foi positivo.

Agora pense, você acredita que a mesma estratégia surtiria efeito no seu negócio, uma vez que as condições, características e o volume de vendas da concorrente são diferentes da sua empresa? Você sabe que não. E também sabe que a sua organização precisa ser data driven para usar os dados corretamente e aperfeiçoar os processos e garantir sucesso nas vendas online.

Segundo um relatório da Ernst & Young (EY), mais de 80% das organizações acreditam que os dados devem estar no coração de tudo o que a empresa faz. Isso inclui suas operações de compra, estoque, vendas, marketing e transporte, entre outros.

Entretando, ainda hoje existem empresas que não utilizam os dados como base para direcionar as ações estratégicas e tomar decisões. E essas, geralmente de pequeno porte, enfrentam uma série de desafios para se sobressair e manter sua competitividade.

Os principais obstáculos são:

  • Reduzir os custos operacionais;
  • Eliminar desperdícios;
  • Acelerar processos;
  • Identificar as falhas e corrigir os problemas;
  • Otimizar as entregas;
  • Melhorar o atendimento ao cliente;
  • Aumentar as vendas.

“Mas como exatamente os dados ajudam a empresa?”, você deve estar pensando.

Pois bem, um levantamento realizado pelo McKinsey Global Institute, empresa que ajuda organizações nos setores privado, público e social a criar mudanças, apontou que o valor dos dados está em auxiliar os gestores a confiarem menos no sentimento do “acho” e ir para o ‘com certeza”.

Por proporcionar mais clareza, as empresas que são orientadas por dados conseguem incentivar uma mentalidade voltada para as análises e abordar os problemas de forma mais objetiva. Não só isso, têm 23 x mais chances de adquirir clientes, 6 x mais chances de reter esses consumidores e 19 x mais chances de serem lucrativas, segundo o levantamento.

Assim sendo, ser data driven e coletar e acompanhar números, fluxos, tabelas, pesquisas, opiniões e todo o conteúdo quantificável da empresa, é extremamente importante. Primeiro, para o seu negócio não andar em círculos e segundo, para você direcionar esforços e investimentos para o caminho certo.

Como garantir uma tomada de decisão assertiva baseada em dados

Agora que você chegou nessa parte do texto, deve estar pensando que garantir uma tomada de decisão assertiva é praticamente impossível. Afinal, a sua empresa possui vários setores e fazer a coleta de dados pode exigir um tempo que você não tem.

Até alguns anos concordávamos que coletar e fazer a análise de todos os dados era mesmo desafiador. Contudo, hoje existem tecnologias que permitem que você inove, gerencie e reúna todo o conteúdo quantificável da sua empresa de um jeito simples.

Um sistema de gestão, que integra toda a operação da sua loja em um único espaço, por exemplo, é uma dessas tecnologias. Dependendo da ferramenta que você escolher, a sua empresa pode dispor de dashboards com dados consolidados que vão simplificar a sua gestão. Inclusive, auxiliar no direcionamento das estratégias e na tomada de decisão.

Um desses sistemas que auxiliam na gestão inteligente baseada em dados é o ERP. Confira como:

  • Controle de estoque: por meio desse recurso você e a sua equipe podem otimizar o controle de estoque, registrando toda a movimentação de entradas, saídas, perdas e transferência de produtos de todos os canais de venda, de forma individual ou integrada;
  • Gerenciamento de pedidos: com o ERP todos os pedidos realizados no seu e-commerce podem ser gerenciados em tempo real, em poucos cliques, otimizando a operação e garantindo mais agilidade do processo de faturamento do pedido até a entrega ao cliente;
  • Logística de frete: como você pode configurar as modalidades do entrega no site, o controle de frete de cada transportadora e o envio dos seus produtos são concluídos mais rápido, direto do ERP;
  • Nota fiscal eletrônica: no sistema de gestão, a validação e transmissão de notas são feitas de forma rápida e simples, bem como a busca e a inserção de todos os dados fiscais;
  • Balanço de vendas: você consegue fazer o balanço de todas as suas vendas para identificar os produtos com maior demanda, menos saída e que trouxeram mais lucratividade;
  • Contas a pagar/receber: por meio do software você consegue programar as contas a pagar e a receber, também efetuar pagamentos aos fornecedores;
  • Controle de caixa: como toda a movimentação da loja virtual fica registrada dentro do sistema, você pode garantir mais transparência no acesso aos dados e otimizar o controle de caixa;
  • Integração com o e-commerce: uma vez que o ERP é integrado à plataforma da loja virtual, você não precisa se preocupar com a confiabilidade nos dados inseridos no sistema de e-commerce, o ERP tem mecanismos próprios para validar as informações e garantir um fluxo de dados atualizados independente do canal de vendas;
  • Marketplaces: além de vender diretamente no seu site, você pode aumentar as suas chances de vendas disponibilizando produtos, gerenciando e faturando os pedidos nas maiores vitrines online do Brasil. E tudo isso de forma centralizada e personalizada, otimizando a gestão e garantindo que cada marketplace tenha, por exemplo, a sua própria estratégia de preços.

Portanto, para ter uma operação data driven, não basta coletar dados de todos os setores da sua loja ou empresa, mas também, fazer as análises necessárias para que estes dados e informações sejam úteis na sua organização e, finalmente, forneçam insights para uma tomada de decisão estratégica e relevante baseada em dados.

—-

Por Gustavo de Andrade Silva – Alternativa Sistemas

Gustavo é gerente de marketing na Alternativa Sistemas, empresa de ERP e soluções em Gestão Empresarial. MBA em Marketing pela USP. Doutorando e mestre em Ergonomia pela Unesp. Graduado em Ciência da Computação pela Unesp com graduação sanduíche no New York Institute of Technology e Endicott College, ambos nos Estados Unidos. Conta com experiências de trabalho em computação, design e marketing. Trabalhou em empresas no Brasil, Estados Unidos e Alemanha. Apaixonado por livros e tecnologia, busca aprimorar-se constantemente e estar atento às mudanças de mercado, visando a aplicabilidade do conhecimento adquirido.