6 critérios para você escolher em quais marketplaces anunciar os produtos da sua marca

Você sabe o que considerar na hora de escolher em qual marketplace anunciar os produtos da sua marca?

Que os marketplaces são uma forma muito acessível e lucrativa de venda online muitas pessoas já sabem, mas não é por isso que faz sentido para todas as empresas anunciarem em cada um dos marketplaces disponíveis no mercado atualmente.

É necessário considerar alguns critérios para acertar na estratégia de multicanal, e evitar investir tempo e dinheiro em marketplaces que talvez não gerem resultados para o nicho que a sua empresa atua. Por isso, anote nossas dicas:

1. Analise o nicho do marketplace

6 critérios para você escolher em quais marketplaces anunciar os produtos da sua marcaAlguns marketplaces possuem nichos específicos, como a MadeiraMadeira que é focada em artigos para casa, a Netshoes que é de produtos esportivos e a Dafiti que é da área de moda, por exemplo.

Também existem os grandes marketplaces de departamentos, que vendem produtos de diversas áreas, como o Mercado Livre, Amazon e Magalu.

É importante encontrar marketplaces que sejam focados no nicho do seu negócio, mas lembre-se que haverá muita concorrência. Porém, verifique também se os sites que trabalham com diversos segmentos comportam e são vantajosos para os itens que você vende.

Verifique também se os valores e estilo de marca do marketplace são compatíveis com os objetivos da sua empresa. Por exemplo, na Shopee é permitido vender bolsas, mas para uma empresa que trabalha com bolsas de luxo não faz sentido colocar os produtos à venda em uma plataforma de itens mais baratos e populares como a Shopee.

2. Confira se o público da sua loja também faz parte do público no marketplace

Estude se o público-alvo da sua empresa costuma comprar no marketplace que você está avaliando anunciar. Para isso, é possível realizar pesquisas com uma porcentagem do seu público ou conferir os dados fornecidos pelos próprios marketplaces sobre o perfil de consumidor que acessa o site, alguns disponibilizam esse tipo de informação no site de parcerias ou é possível perguntar para a equipe de atendimento.

3. Verifique se o marketplace recebe uma grande quantidade de acessos e vendas por dia

Para anunciar em um marketplace é muito importante que o site receba muitos acessos e compras diariamente para justificar o tempo que o lojista investirá na plataforma. Por isso, confirme que os marketplaces que você vende são realmente e-commerces com alto volume de acessos, para que dessa forma seus produtos tenham sempre muitas chances de serem vistos.

Para te ajudar nessa busca, em 2021 estes foram os dez maiores marketplaces do mercado são:

  1. Mercado Livre
  2. Americanas.com
  3. Amazon
  4. Magalu
  5. Shopee
  6. Casas Bahia
  7. AliExpress
  8. Submarino
  9. Netshoes
  10. Extra

Os dados de pesquisa divulgada pelo E-commerce Brasil.

4. Estude o posicionamento da marca e a credibilidade do marketplace

A marca do marketplace é um dos fatores que justificam que milhares de vendedores anunciem neles, e que milhões de consumidores comprem nesses sites. Inclusive, pelos marketplaces muitas vezes serem de empresas muito conhecidas, como a Americanas, muitos consumidores se sentem mais seguros de realizar a compra por essas plataformas com nomes mais conhecidos.

Por essa razão, quando estiver escolhendo em qual marketplace vender, pesquise se a marca que está no seu radar é conhecida, confiável e bem-vista pelo público brasileiro.

5. Certifique-se que o marketplace realiza boas campanhas

Para aumentar ainda mais as vendas, muitos marketplaces promovem grandes campanhas em datas especiais do varejo, como a Black Friday, ou em promoções criadas pela própria marca em períodos sem grandes promoções, como a Amazon que realiza todos os dias o Prime Day.

É muito importante que o marketplace faça grandes divulgações para ajudar a aumentar os acessos do site e, consequentemente, as vendas dos lojistas.

6. Veja se o marketplace faz integração com os principais sistemas do mercado

Se você utiliza um ERP e/ou um Integrador de Marketplace, confira se o marketplace que você está avaliando integra com essas ferramentas para que sua operação continue organizada.